Notícias

O que é uma grande perda?

 

Hoje é um dia triste para o Transporte Coletivo Brasileiro. Uma ocasião que podemos classificar como marcada por uma grande perda. Um dos pioneiros e maiores líderes do setor de transporte no Brasil nos deixou.

Um empresário sagaz e agressivo, mas de fortes amizades. Todas as empresas, que atuam no setor, devem respeito e reverência, direta ou indiretamente, a esse grande líder. Manteve as rédeas e união do seu Grupo e foi nome marcante no Sindicato das Empresas.

“Minha história com José Duarte tem várias passagens interessantes, mas a mais marcante foi uma aula de negociação que ele me deu, no negócio que fizemos em Juiz de Fora. A frieza e calma com que ele conduziu a negociação, extraindo o melhor resultado que podia, dessa transação, me surpreendeu. A sagacidade e firmeza, nos levaram a momentos de extremo stress e posso afirmar, que cheguei em muitos momentos a odiar aquele sujeito. Temos uma passagem no filme Rocky IV que ilustra isso, o protagonista, Rocky Balboa, ao final da sua luta na Rússia contra o gigante Ivan Drago, proferiu umas das frases célebres da série: Cheguei aqui odiando vocês e vocês me odiando, porém, com o desenrolar da luta, esses sentimentos mudaram…! Exatamente como no filme, ao fim da negociação, firmamos uma grande amizade. Tive ao final da trajetória do meu amigo Zé, duas oportunidades de ouro, que vou levar até minha hora: a primeira, na entrega dos prêmios Despoluir 2018, que consagrou o Grupo CSC como recordista máximo de troféu Ouro Destaque em um única edição (total de 17). Nessa oportunidade, ao registrar a foto de toda equipe presente, o chamei para estar na foto, ao centro e à frente como referência; na segunda, foi conseguir trazê-lo à nossa sede juntos dos irmãos, João e Rui, e conversarmos muito. Almoçamos juntos nesse dia, e eu não poderia imaginar que essa seria a última oportunidade.”

Roberto Santana – Diretor de Negócios do Grupo CSC

Que Deus receba o amigo José Duarte em seus braços!